cartaz_web
Título Original O Dr. Adrián e os 5 Senhores
Género Documentário
País Portugal
Duração 120′
Ano 2015
Realização, Imagem e Montagem 
Francisco Moura Relvas
Som Tomás Gamboa
Pós-produção Áudio e Mistura Final
Paulo Baião

 

Uma produção
Francisco Moura Relvas
Tomás Gamboa
B’lizzard

Antestreia: O Dr. Adrián e os 5 Senhores

Quarta-feira, 29 de Abril às 22:00 no Passos Manuel (Porto)
Com a presença de Francisco Moura Relvas (Realizador), Adrián Gramary (Diretor Clínico do Centro Hospitalar Conde de Ferreira), Claudia Lopes (Oficina de Expressão Plástica) e Anabela Monteiro (Supervisora do Serviço de Psicologia).

“O Dr. Adrián e os 5 Senhores” aborda diferentes dimensões factuais no campo da esquizofrenia, que se complementam entre si como uma procura constante pela verdade. É através dos depoimentos do Dr. Adrián, Director Clínico do Centro Hospitalar Conde Ferreira, e de 5 pacientes, que somos confrontados com outras representações do real.

Francisco Moura Relvas

Francisco Moura Relvas (1985) é licenciado em Som e Imagem (2008), na vertente de video, pela Universidade Católica Portuguesa e concluiu o Mestrado em Televisão e Argumento (2010).
Entre 2011 e 2012, montou reportagens televisivas na TVI, foi assistente de produção no primeiro ano do festival de cinema CineCoa, e realizou video-clips e publicidade na Belmondo Filmes.
Neste momento, está a frequentar o Doutoramento em Estudos Fílmicos na Universidade de Letras de Coimbra, no qual se insere a sua primeira longa-metragem “O Dr. Adrián e os 5 Senhores”.

Adrián Gramary

Adrián Gramary (1967) licenciou-se em Medicina pela Universidade de Santiago de Compostela (Espanha). Aprendeu a arte da psiquiatria no Hospital Magalhães Lemos do Porto, onde concluiu a especialidade. Participou em 2010 na criação do primeiro centro de dia para doentes de Alzheimer da cidade do Porto. Trabalhou durante vários anos como perito psiquiatra forense e participou como investigador em diversos ensaios clínicos. Foi membro do Conselho Regional para a Saúde Mental da Região Norte, é vice-presidente da Sociedade Portuguesa de Psiquiatria e Psicologia da Justiça e coordenador da RARP-AMP (Rede de Apoio à Reabilitação Psicossocial da Área Metropolitana do Porto). Escreveu artigos médicos, participou como palestrante em eventos científicos, coordenou vários livros e organizou diversos congressos. Publicou recentemente o livro O Palco da Loucura (2015), que recolhe um conjunto de textos sobre as relações entre cultura e psiquiatria. Entre 2010 e 2013 ocupou o cargo de diretor clínico do Centro Hospitalar Conde de Ferreira do Porto. Atualmente dirige o Serviço de Neuropsiquiatria dos Hospitais Senhor do Bonfim, em Vila do Conde.

Cláudia Lopes

Cláudia Lopes (1977) vive e trabalha no Porto. Da sua formação faz parte a FBAUP onde se licenciou em escultura e a Universidade de Aveiro onde tirou o mestrado de criação artística contemporânea. Desde de 2007 que é responsável da oficina de expressão plástica do Centro Hospitalar Conde de Ferreira e dedica muito do seu tempo ao tema saúde mental e arte.

Anabela Monteiro

Anabela Monteiro é licenciada em Psicologia pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto (2000). Psicóloga no Centro Hospitalar Conde de Ferreira (2002). Supervisora Serviço de Psicologia do Centro Hospitalar Conde de Ferreira (2010). Directora Técnica Centro de Dia para Doentes de Alzheimer e Outras Demências São João de Deus (2010).

WordPress Image Lightbox